13º Congresso Nacional de Engenharia de Agrimensura – 13º CONEA

PorAbimael Cereda Junior

13º Congresso Nacional de Engenharia de Agrimensura – 13º CONEA

13º Congresso Nacional de Engenharia de Agrimensura – 13º CONEA
01 a 03 de junho de 2017

A Associação Piauiense dos Engenheiros Agrimensores – APEAG, em parceria com o CREA-PI, MÚTUA-PI e FENEA, realizaram o 13º CONGRESSO NACIONAL DE ENGENHARIA DE AGRIMENSURA – 13º CONEA, evento da área tecnológica voltado para o aperfeiçoamento dos profissionais da Engenharia de Agrimensura brasileira, e que por meio de palestras e mesas redondas, mediante debates e exposições de mídias, procuram ressaltar a importância da classe para o desenvolvimento sustentável da sociedade com o tema, “Agrimensura: a Engenharia e as Novas Tecnologias”.

O evento aconteceu no período de 01 a 03 de junho de 2017, na sede da APEAG, em Teresina, e contou também com apoio da MÚTUA (Caixa de Assistência dos Profissionais do Sistema CREA; FENEA (Federação Nacional dos Engenheiros Agrimensores; IFPI (Instituto Federal do Piauí e Ufpi (Universidade Federal do Piauí).

“O evento é de suma importância para a Engenharia de Agrimensura, tanto piauiense, quanto nacional. Fomos para a Bahia em 2014, para o décimo segundo CONEA e fizemos questão de trazer o evento para o Piauí”, enfatiza o professor Ronildo Brandão. “Sabemos da importância de um evento como esse. Vai ser um divisor de água, aqui. Quem não conhecia o que é um engenheiro agrimensor e o que a Engenharia de Agrimensura faz, vai conhecer a partir desse evento”, finaliza. 

O mercado para a engenharia de agrimensura não atravessa crise atualmente. Os agrimensores podem atuar em entidades civis, governamentais, militares, podem ser empresários da área de construção, de mapeamento, ordenamento fundiário, podem trabalhar com rodovias, estradas e barragens.

“Tudo o quem mexe com a transformação do meio ambiente é uma área em que o engenheiro agrimensor e cartório pode atuar. Assim como também na área de novas tecnologias, com mapeamento através de vants, drones, sistemas de formação geográfica, são áreas em que ele pode atuar”, enfatiza Ronildo Brandão da Silva, professor do ensino básico, técnico e tecnológico do Instituto Federal do Piauí (IFPI) e presidente da Associação Piauiense dos Engenheiros Agrimensores (APEAG) e conselheiro e diretor do Crea-PI.

No dia 02 de junho, Abimael Cereda Junior (Georesults/Geografia das Coisas) apresentou a profissionais, estudantes e entusiastas de todo Brasil presentes no 13º CONEA a palestra ”GIS, soluções para alavancar oportunidades de crescimento profissional“.

Download “Inteligência Geográfica e a Transformação Digital: competências básicas na Gestão do Território” Conceito-Inteligencia_Geografica_e_Transformacao_Digital.pdf – Baixado 1415 vezes – 609 KB

 

Sobre o autor

Abimael Cereda Junior administrator

Quer criar mapas e aplicativos online gratuitamente?

| Transformação Digital Territorial |