Mapas, aplicativos móveis e a nuvem: Transformação Digital e as Engenharias

CEREDA JUNIOR, A. Mapas, aplicativos móveis e a nuvem: Transformação Digital e as Engenharias. Revista Digital de Engenharia da APEAESP, no. 3; setembro a outubro de 2017

DOWNLOAD DO ARTIGO COMPLETO.

Acesso Revista Online.

 

RESUMO

Pode até parecer mais, afinal vivemos a era das informações em alta – e instantânea – velocidade, mas há aproximadamente um ano as principais praças, parques e áreas públicas em cidades de todo Brasil foram ocupadas por cidadãos que, em mãos, levavam consigo mais do que um guia ou caça-tesouro digital.

Conhecido por utilizar complexos sistemas computacionais móveis, com dados geográficos e de localização via GNSS (GPS, GLONASS) integrando vias, quadras, pontos de interesse, como restaurantes, shoppings centers, igrejas, e consumindo/atualizando informações de campo em tempo real por meio de computação em nuvem (cloud) com realidade aumentada, este poderia ser um conjunto de novas ferramentas para Gestão Municipal, a solução para Indústria e Campo no Agronegócio ou novos horizontes para empresas buscando entender e atender seus mercados; mas trata-se de um jogo/aplicativo (app) para smartphones.

O Pokémon Go!, da Niantic/Nintendo, não ‘invadiu’ somente os locais citados, mas também levantou opiniões e artigos em todos os meios (de grande alcance, como o Estadão, aos especializados como o portal Exame) sobre o uso da informação, privacidade, realidade aumentada, cloud, jogos eletrônicos e novos modelos de negócio neste, aparentemente, novo mercado de “tecnologias de/com localização”.

Contudo, tal holofote sobre as tecnologias utilizadas no jogo, baseadas no que se convencionou chamar de geotecnologias ou, conceitualmente, geoprocessamento, trouxe principalmente às Engenharias, Ciências aplicadas, Gestores e Cidadãos Inovadores, o momento para discussão e ação, de maneira mais ampla, da Inteligência Geográfica em suas múltiplas dimensões, com mudanças na forma que planejamos e agimos sobre o Território, alavancando novas oportunidades.

A Transformação Digital já é realidade e os profissionais cujo contato ou formação em tais (geo)tecnologias tenha se dado nas últimas décadas e que, porventura, não acompanharam suas recentes transições e novos paradigmas, como o WebGIS e o Geodesign, devem quebrar pré-conceitos.

DOWNLOAD DO ARTIGO COMPLETO.

Acesso Revista Online.