Sertãozinho recebe o V Congresso de Automação e Inovação Tecnológica durante a Fenasucro 2017

Notícias e Eventos | Portal Automação Industrial
21/07/2017

ISA Sertãozinho organiza em conjunto com a Reed Multiplus seu o V Congresso de Automação e Inovação Tecnológica que será realizado no dia 22 de agosto de 2017, no no Centro de Eventos Zanini, como um dos eventos da Fenasucro & Agrocana 2017 em Sertãozinho (SP).

São esperadas autoridades, analistas nas atividades de tecnologia de automação e de informação, de inovação tecnológica e expoentes de setores afins para abordar os desafios dessas atividades e o contexto econômico que as cerca.

Na parte da tarde o foco será a Transformação Digital, com a presença da Oracle, IBM e Imagem, confira:

  • 14:10 – 15:00 – P3 – IoT para Agronegócio – Como Iniciar? – Renato Teixeira, Ricardo Urresti (Oracle)
  • 15:10 – 16:00 – P4 – Quando a Internet das Coisas, a Inteligência Artificial e o Monitoramento de Cima se unem para apoiar o Sistema Alimentar Mundial – Ezequiel Kwasnicki (IBM)
  • 16:00 – 16:50 – P5 – Inteligência Geográfica aplicada à Integração Tecnológica Campo e Indústria – Abimael Cereda Junior (Imagem)

As Cidades Inteligentes e Gestão de Políticas Públicas: Transformação Digital na prática Territorial

Inova | Portal Sala dos Municípios da ADEMESP
12/07/2017

Publicado pela Associação de Desenvolvimento dos Municípios do Estado de São Paulo (ADEMESP), o vídeo apresenta discussões e informações sobre tecnologias e plataformas que podem ser aplicadas para melhorar a Gestão Pública. Fonte.

O Geógrafo Abimael Cereda Junior, líder de Ciência & Pesquisa da Imagem, discute como a Transformação Digital e suas dimensões, como big data, apps, mobilidade e colaboração impulsionam a Gestão de Políticas Públicas alcançando um patamar real de “Cidade Inteligente”.

O Portal Sala dos Municípios é uma parceria entre a ADEMESP e a Universidade São Caetano do Sul (USCS). O portal foi criado para suprir uma deficiência das administrações públicas nas áreas de gerenciamento de projetos e na capacitação continuada dos seus gestores e servidores públicos. Busca-se por meio do Portal Sala dos Municípios tornar as cidades do estado de São Paulo cada vez mais eficientes e eficazes na gestão pública.

Mais informações em http://www.img.com.br e http://geografiadascoisas.com.br

MBA em Big Data aplicado ao Marketing

O Marketing na era da Geografia das Coisas
28/06/2017

Organizar as informações e decupar o processo decisório (operacional, tático ou estratégico) em um contexto em que convivem informações estruturadas e não-estruturadas, internas ou externas à organização é o grande desafio das corporações. Técnicas analíticas combinadas são a instrumentação que o Data Scientist, profissional de Big Data Analytics, deve adquirir de forma premente nos dias de hoje.

Buscando entender e atender estas demandas da sociedade, a ESPM (Escola Superior de Propaganda e Marketing) oferece o MBA em BIG Data Aplicado ao Marketing. Com grande honra recebi o convite para ministrar a palestra “O marketing na era da Geografia das Coisas”, saiba mais abaixo.

O programa apresenta uma visão contemporânea, tanto teórica como prática, que prepara o profissional do marketing no desenvolvimento de pilares fundamentais do Marketing Analytics como: o entendimento do ambiente de negócios, gestão de dados e modelagem informacional, Análise de Redes Sociais, Visual Information SystemsDigital AnalyticsData Mining e Text MiningCluster Analysis, Inteligência Geográfica, Consumer Insights, técnicas integradas de Decision Support Systems.

Inteligência Geográfica e a Transformação Digital: competências básicas na Gestão do Território alavancando oportunidades profissionais

CEREDA JUNIOR, A. Inteligência Geográfica e a Transformação Digital: competências básicas na Gestão do Território alavancando oportunidades profissionais. Revista Digital de Engenharia da APEAESP, no. 1; maio a julho de 2017

Download do artigo completo.

Acesso Revista Online.

 

Tópicos:

  1. A Educação Espacial
  2. Do Dado à Inteligência Geográfica (no Espaço Geográfico)
  3. Transformação Digital e Geografia das Coisas
  4. Tendências e competências para o mercado de trabalho com Inteligência Geográfica
  5. Considerações iniciais
  6. Bibliografia

[…] A sociedade contemporânea enfrenta uma série de grandes e novos desafios, que devem ser superados sob a ótica da resiliência ambiental e social que territorializa-se no Espaço Geográfico já que “toda relação de poder desempenhada por um sujeito no espaço produz um território” (RAFFESTIN, 1993).

No Brasil, como exemplos insuficientes, podemos elencar a crise hídrica, Aedes aegypti, desafios ao setor elétrico, transformações e impactos profundos na política e economia, gestão das Cidades (e as propagadas Cidades Inteligentes), o Agronegócio (e a Digital Farming/Smart Farms), ou seja, intervenções que tem em si impacto direto na produção do território por meio de seus atores “compostos por malhas, nós e redes”, conforme Raffestin em sua obra originalmente publicada em 1980, afirmando que “a intensidade e a forma da ação de poder nas diferentes dimensões do espaço originam diferentes tipos de territórios”.

Esse homo faber, que produz o Espaço Geográfico por meio da territorialização- desterritorialização-reterritorialização, realmente enfrenta novas crises e problemas ou tratamos, de fato, de novas velocidades (Tempo) e escala de abrangência (Espaço) ao processo em “um tempo rápido ao qual se antepõe um tempo lento” (SANTOS, 1996)?

Conciliar interesses da sociedade em suas diversas dimensões, trazendo soluções à demandas e problemas que tem, intrinsicamente, o Território, Paisagem e Lugar como fundamentos basilares, são elementos presentes em toda história da humanidade. Tais competências deveriam ser adquiridas desde a educação básica, mas, especialmente para aquelas formações ligadas ao Planejamento, Gestão e Intervenção no Espaço Geográfico.

Sabendo que “a tecnologia é a sociedade e a sociedade não pode ser entendida ou representada sem suas ferramentas tecnológicas” (CASTELLS, 2003), a Inteligência Geográfica apresenta-se como resposta para tais necessidades, integrando a Ciência Geográfica em suas múltiplas dimensões às Tecnologias, principalmente Digitais. Emergem, assim, cidadãos informados e capazes de tomar decisões, que já estão vivenciando a chamada Transformação Digital; Espaço e Tempo integrados gerando Conhecimento.

Partindo do tema proposto pela Comissão Organizadora do 13º Congresso Nacional de Engenharia de Agrimensura (CONEA) para Conferência e Artigo, procurou-se neste levantar conceitos e discussões para reflexões no âmbito acadêmico e profissional, lançando mão de artigos, proposições autorais e bibliográficas para a integração da Inteligência Geográfica ao processo educacional de maneira abrangente, bem como às discussões em Câmaras e Setores Técnico-Profissionais.

Download do artigo completo.

A Ciência do Onde (#TheScienceofWhere) no Dia do Geógrafo 2017

Tendências no Mercado de Sistemas de Informação Geográfica (SIG) | Instituto GEOeduc
29/05/2017

Em comemoração ao Dia do Geógrafo (29/05), o Instituto GEOeduc realizou o evento online “Tendências no Mercado de Sistemas de Informação Geográfica (SIG)”.

Estive presente representando a Imagem, distribuidora oficial da Esri no Brasil, apresentando algumas reflexões sobre os Geógrafos e a Ciência do Onde – The Science of Where – e as novas possibilidades advindas da Tranformação Digital, a linguagem da Ciência do Onde. Assista, reveja e compartilhe.

esta versão apresenta todos os slides

Novas Tecnologias e Aplicações para Ensino, Pesquisa e Extensão na UNESP Rio Claro

Conferência UNESP Rio Claro
27/04/2017

Voltar para casa sempre é um prazer, uma busca que temos pelo nosso Lugar e não Território. Ter tido a oportunidade de realizar uma conferência no meu lar científico, ou seja, na Universidade Estadual Paulista – UNESP Campus Rio Claro – onde recebi mais que conceitos ou metodologias, mas alicerces que me tornaram “Geógrafo”, foi uma grande honra.

A foto ao lado tem significado ímpar para mim, reúne “Geografias”: nossos símbolos nacionais, o símbolo do curso/instituto e Roger Tomlinson. Mais #geogeek impossível.

Ao longo dos três últimos anos à frente da estruturação e ação como Educação na Imagem, e hoje trabalhando com a excelência em Ciência & Pesquisa, tive a oportunidade de conversar de maneira individual com professores e pesquisadores de diversos Departamentos e Institutos da UNESP Rio Claro e, esta Conferência, possibilitou o início do debate integrado sobre as possiblidades do uso de novas tecnologias e aplicações para Ensino, Pesquisa, Extensão e Administração por meio da visão de Plataforma Tecnológica para ações no Espaço. Do que estou tratando?http://wp.me/p65lHG-4v

Você também busca tais aplicações mas não participou do evento? Seminários online disponíveis no seguinte link: https://www.youtube.com/watch?v=ch8oUIu0A8A&list=PL91TmnxAfead0g09CvrhQ1nsSBlkrjbjm&index=3

Faço aqui um agradecimento especial ao Prof. Dr. Auro Aparecido Mendes, que tornou possível este evento, uma parceria UNESP e  Imagem.

Tecnologias & Mapas: Revolução para Smart Cities e Farms

V SETEC – FATEC Mogi das Cruzes
26/04/2017

A FATEC (Faculdade de Tecnologia do Centro Paula Souza) de Mogi das Cruzes reuniu professores e alunos – mais de 90 em cada período, vespertino e noturno – dos cursos de Agronegócio e de Análise e Desenvolvimento de Sistemas para discussões sobre os novos desafios e soluções que as “Tecnólogos e Tecnologias” são chamados hoje à respostas pela sociedade brasileira, na V SETEC – Semana de Tecnologia da FATEC.

Com a participação da Prefeitura Municipal de Mogi das Cruzes e empresas como a CGI-SAP, AZclick e outras, a Ciência & Pesquisa Imagem esteve presente discutindo como a Transformação Digital e suas dimensões (Mobilidade, BigData, Social Business e Cloud) já inundam nosso no dia-a-dia e que, ao tratarmos de problemas urbanos e/ou do agronegócio, precisamos integrar ideias, soluções e pessoas, tendo Plataformas Tecnológicas como elo de ligação.

Agradecemos todos os presentes e que tal aproveitar e conhecer mais sobre o tema, como a palestra apresentada no IoT Day da FACENS 2017?