Avanço Tecnológico não evita os prejuízos de um temporal: Planejamento e decisões rápidas são essenciais

Jornal A Tarde Salvador (BA) – Edição Domingo
19/04/2015

Gerente do Setor de Educação da empresa Imagem, que trabalha com geotecnologia, Abimael Cereda Junior afirmou que há dois fatores que devem ser levados em consideração: “o primeiro é o planejamento. Os gestores públicos devem diagnosticar a situação através de mapas de solos, chuvas, declividade para criar alertas para a população”, disse.

Como segundo aspecto, Abimael Cereda Junior ressaltou a gestão emergencial: “Neste caso, a decisão tem que ser muito rápida. É preciso unir Geografia e Tecnologia. Os municípios tem que mudar a forma como se relacionam com os dados geográficos e usá-los a favor das decisões emergenciais“, acrescentou o especialista.

Veja a matéria completa em Jornal “A Tarde” – Salvador (BA)